quarta-feira, junho 23, 2010

Firme.

     

   O que eu sentia era uma força incontrolável, instintiva e revigorante, eu diria. E mesmo que houvesse mil pedras pelo caminho, eu fazia questão de percorrê-lo por completo. Permaneci então, durante muito tempo, seguindo em frente. Eu corria, porém sem pressa e tolerando os tropeções. Sempre me disseram: - “viver não é para quem para na primeira topada, e sim para quem topa qualquer parada”. Me propus então a “topar” todos os desafios que estivessem por vir. E se eu fiz isso, foi por mim mesma.
   Desviei de inúmeras pedras mas, por vezes, a desatenção me proporcionou armadilhas inimagináveis. Foi então que a fraqueza se apresentou a mim; e trouxe consigo uma amiga íntima: a desmotivação. E eu pude sentir a dor que antes me era oculta. Eu tentava correr, mas a inércia foi mais forte. Parar pode ter sido pior, ou mais doloroso; Pois quando o sangue esfria, a ferida começa a doer, e tonar-se inútil todas as tentativas de seguir em frente.
   Por segundos, pensei que as pedras, que tanto me derrubavam, não tinham serventia. Sentei-me no chão irregular, peguei cinco dessas pequenas e poderosas rivais, analisei-as com as mãos: tão sem cor, sem vida, sem calor, sem nada; No entanto, tão firmes. Entre elas havia um trevo de quatro folhas, que me lembrou como eu sou sortuda; e que mais firme e forte que todos os obstáculos (e pedras), é a minha sorte, fé e principalmente Deus, que me faz seguir em frente, mesmo quando parece ser impossível.
    
         "E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela."
                                                  Mateus 16,18 


C=  Mil beijos,  Carol.  

6 comentários:

Laryssa disse...

Uma pedra nem sempre significa algo ruim, de pende do modo coma queremos ve-la.
A fé nos dá capacidade de com as nossas pedres construírmos o que quisermos! õ/

Amei o texto! *u*

Caroline Araújo disse...

Um amigo me disse certa vez: " a gente vê o que quer ver". Parece bobo, e sem sentido, mas é verdade; estamos sempre inclinados a ver o lado ruim de tudo, mas se quisermos, podemos encontrar 'positividade' em tudo.

paulo disse...

" Não diga a Deus o tamanho do problema, mas ao problema o tamanho de seu Deus ". As pedras estão no caminho, mas não devemos retira- las e sim supera-las. " Pegue sua cruz e siga- me".
Ótimo post
bjs

Clara disse...

Que bonito.. Confesso que esse texto serviria pra mim, que ando meio com raiva dessas tais pedras e com preguiça de 'topar' nelas. Sorte que Deus está comigo, ele sempre trata de fazer nascer um trevinho de quatro folhas no meu caminho. :)

Masoch Quiron disse...

Um belo texto. Acreditar sempre nos fará ver o que achamos impossível.
Diga a si mesmo sempre que achar que é o fim: Eu só tenho força para isso? É aqui que eu quero para? É só isso que eu posso dar?
Diga para si mesmo se você pode ou não. Você fará por onde chegar ou por parar.

Mauricio Jr. disse...

Pedras... Compactas, duras, inúteis(para os tolos), inanimadas, porém, grandes professoras da vida... são com essas tais profissionais em fazer as pessoas aprenderem a "lição" devida que eu te digo: nunca as jogue fora, um dia você irá construir um castelo com essas danadinhas...

obs: como cimento use a fé!