sexta-feira, junho 04, 2010

SOU METAL, raio, relâmpago e trovão ♫


    No momento em que eu mais esperava e precisava, a compreensão me fez e te fez esperar. Chegou atrasada, desarrumada e ofegante. E eu poderia dizer que ela correu o máximo que pode, na tentativa falha de diminuir a sua demora. Quando finalmente ela me alcançou, era estranha; ou contida, não sei bem. A compreensão me dominou estranhamente; que apesar de eu ter compreendido plenamente as suas mágoas e angústias do passado, eu fui, inconscientemente, fria o máximo que eu poderia ter sido. Fui fria como um metal. Talvez, eu quisesse realmente ter tido uma atitude contrária a essa, mas impulsos são mesmo incontroláveis; e talvez tenha sido melhor assim. Eu sei que todas as suas dores e decepções do passado foram enormes, e te deixaram amargurado. Mas ainda assim, tudo isso não é suficientemente devastador e angustiante para impedi-lo de ser feliz hoje. Afinal, "a infelicidade é só uma questão de prefixo".

  Carol.  

5 comentários:

omailsom disse...

Vc tem mtt jeito com as palavras Coração, vc passa um sentimento q eh mtt raro de se vê hj em dia.
Vc escreve como os originais.

paulo disse...

legião!!! bem no estilo deles escreverem, o q se sente e com o coração. :)

Caroline Araújo disse...

Obrigada *-*
Legião, PARA SEMPRE!! C=

paulo disse...

sempree legionários!!
hehe naum foi muito bobo kk!

Caroline Araújo disse...

É, não foi =D haha
sempre, sempre.