sábado, setembro 11, 2010

V de viole(n)ta, e vingança!

Heath Ledger | Coringa (O Cavaleiro das Trevas, 2008)

E se eu usufruísse do passado como escudo,
Afugentar-me-ia do presente e da batalha futura?
Eu adoraria ter como curinga um ponto final.
 Isso me aliviaria do insolúvel e perpétuo fardo de comandante.

E se eu deixasse a deriva o meu belo e velho navio,
Esquivando-me completamente do que me tornou (in)feliz até hoje...
Vocês me perseguiriam e me odiariam para todo o sempre,
Por terem tido como capitão, e heroi, um iniludível covarde?!

Vocês conseguiriam arrancar pela raiz todas as violetas plantadas,
Todas as gloriosas façanhas executadas por vós, sob o meu auxílio?
Teriam de fato uma incessante e voraz cede de vingança,
A qual queimaria de vossas memórias as nossas vitórias anteriores?!

Se a tiverem, ofereço-vos, então, o calor imensurável do sol,
Para que este duplique vossa cede e fúria e, consequentemente, força.
Enquanto, espero-vos tranquila e sarcasticamente.
Como quem espera a morte, aperta a sua mão, e a segue alegremente! 

 Eu imagino que vocês estejam se perguntando: o que o texto tem a ver com o Coringa?! Bem, a princípio nada, mas pra mim tem sim. O Coringa sempre foi o meu personagem favorito e, assim que terminei de escrever esse texto, eu fiquei com imagem dele na cabeça, rs. Esse texto me lembra muito o Coringa, não sei o porque... Talvez, por ele sempre possuir um truque, e por ser um tanto violento e vingativo. Pelo seu sarcasmo, impavidez e insolência, os quais lhe permitiriam esperar pela morte, cumprimentá-la sorrindo e segui-la. Por isso eu resolvi, então, colocar a sua foto aqui. Beijos e espero que tenham gostado do texto.

 

6 comentários:

Clara disse...

Eu sempre fechava o olho quando o curinga perguntava se alguém sabia de onde viveram as suas cictrizes... rs!
mesmo assim, não posso dizer que não gosto dele.

Esse seu texto me lembrou mais o Capitão Sparrow :P

Você fala do passado, neh? Às vezes é mesmo muito dificil lidar com ele.Acho que meu sonho sempre foi 'abandonar o barco' e começar a vida do zero, às vezes tenho a impressão de que só vou conseguir ser feliz quando fizer isso... Mas esse é o pensamento de uma pessoa fraca e covarde, que não consegue começar de onde parou como todo mundo. No fundo talvez isso tudo seja só uma ilusão...

André Masoch disse...

Belo, descritivo e em seu toque bem enigmático.
Coisas que gosto em um texto.
Muito bom, não poderia ser diferente.

Laryssa disse...

Eu também gosto muito do curinga, não sei porque, mas talvez seu lado sarcastico e criativo, sua inteligência, quem sabe?

Adorei o texto, mas li uma frase que parece ter um um pouco a ver com o seu texto, que dizia que não podesmos mudar começo, mas podemos a qualquer momonto mudar o fim da história.

MAILSON FURTADO disse...

Bela postagem...

Parabéns,muito bom!

Visitarei mais vezes!

Acesse:

http://mailsonfurtado.blogspot.com

Au disse...

"E se eu usufruísse do passado como escudo,
Afugentar-me-ia do presente e da batalha futura?
Eu adoraria ter como curinga um ponto final".

O texto inteiro está muito bem escrito, mas esse trecho em especial me remeteu ao momento que estou vivendo...

P.S.: No último filme do Batman o Coringa, de fato, foi a estrela do filme.


:*

omailsom disse...

Praa ser sincero, eu num gosto mtt de ler... mas tbm num soh ignorante a ponto de não reconhecer um texto bem feito, elaborado e cognitivo.
vc leva jeito, a escrita nasceu e vai viver com vc, não deveria parar nunka, assim mtt's bobos como eu fikarão deslumbrados com a criatividade q uns tem e outros não.