domingo, fevereiro 27, 2011

InflAmável.


  Somente duas linhas da longa história foram transliteradas em paralelo. Temo que uma possa ser a prolongação silenciosa da outra, e que outras continuações se derramem na mesma página fadigada. A umidade rege ambas, assim como, o calor e a dor latente que intensifica as marcas que abrasam o percurso estreito – caminho conhecidíssimo pelos dedos delgados que interrompem frases, entrecortando-as. Porém, as palavras não ditas se renovam como a fênix e atropelam fulgurantes, gradativamente, as mãos efusivas que tentam impedi-las de transbordar de olhar topázio tão mórbido.

  A página ímpar, a qual se deixa banhar pelas gotículas gélidas e incessantes, dança solta e solitária ao ritmo do som longínquo de antigas quedas – inoxidáveis nãos. E ostenta infeliz as amolgaduras que tantos leitores desleixados a causaram. Não fora o rancor ou sentimentos internos que tingiram de tristeza-incolor rosto belo de traços finos; Mas, sim, a estrangeira que invadiu o diminuto peito, de respiração arfada e ingenuidade evidente; E quando partiu, o fez duplamente. Abandonou-o sorrindo e acenou satisfeita na última curva, enquanto as lágrimas dele também percorriam a ínfima curva de suas têmporas, e o seu coração partia-se em montes de entulho muscular.

  A face embranquecera-se, mas novas linhas foram escritas, e o registro feito em caligrafia universal inflama a trilha que estrema. Algumas faíscas se fazem presente e o calor se expande efusivo por todo o corpo, pelo quase-livro, como fogo e gasolina. Reacende timidamente a esperança adormecida e, então, tornam-se aparentes as labaredas impetuosas que fazem o caminho contrário; Anunciam a todos os órgãos o retorno vivaz da fé.  A história torna a ser reescrita, ao passo que a chama vivaz devolve as lágrimas aos olhos, ascendendo uma a uma. No entanto, ele permite que elas tornem a redesenhar a estrada que elas próprias instituíram em pele tão macia; Mas dessa vez, os dois traços lacrimais não contam a dor, eles fazem arder os olhos de expectativas e cintilar na umidade o fulgor do amor próprio.


  Bem, eu comecei esse texto hoje mais cedo e o início dele aconteceu como um suspiro intenso, mas a continuação destilou-se obstinada, por isso, passei a tarde encarando-o. Enfim, aqui está. Amanhã o meu blog completa um ano de existência, mas não de vida; Pois os textos literários só puseram-se a pulsar aqui em maio de 2010 e por isso tenho essa data como a oficial. Ontem o meu computador deu pane e só voltou hoje (ainda bem que voltou), por pouco ele não nos afasta. Agradeço o carinho de todos, espero que tanham gostado. Grande beijo! 


45 comentários:

Tammy S. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tammy S. disse...

aaa] mto bom o texto,eu que ia chorar agora . rs'
Que bom que voce voltou , so quem tem um blog sabe o quanto é dificil ficar sem atualizar e ver as atualizaoes dos amigos blogueiros tbm,sem tem new. [meu vicio]

Beijos;*

visite :http://listenthememories.blogspot.com/

Maiara disse...

O que tenho a dizer é que as minhas linhas esquecem de como devem ser transliteradas quando encontram essas suas. Sinto como se as minhas palavras espiassem as suas e dissessem: "Ah, o trabalho aqui está pleno e fantástico." E eu sinto exatamente isso, essa plenitude tão constante que se derrama por entre as suas linhas.
Eu me sinto realmente privilegiada por poder pregar meus olhos nesses traços; por poder conhecer as suas palavras.
Você disse a mim que as palavras amavam-me, mas tenha certeza de que entre você e as suas palavras um amor pueril perdura. E contagia a qualquer um que consiga ler pondo a alma à frente dos olhos. Porque há nisso em seus textos, há esse cerne sobreposto como porta para uma outra essência elementar, aquela visceral que sinto me convidar não só para a leitura do texto exposto, mas para a leitura do âmago que reverbera em suas palavras, e em mim, mesmo quando é involuntariamente.
Lindo Carol, preciso usar esse adjetivo, porque é realmente lindo. A dor da personagem por seus infortúnios, as lamentações, a esperança resgatada e abandonada, tudo foi redigido de maneira monumental por você. Como todas as outras vezes que eu estive aqui, deleito-me com mais essa leitura. Sinta-se aplaudida de pé, de verdade.

Beijo grande, querida.

Thiago Brito-Essência Egocêntrica disse...

Belo texto,prbens
vc escreve muito bem mesmoo
atualizei o blog, passa la´´

bjo
http://essenciaego.blogspot.com/

• cynthia bs disse...

Cáhh, amor, tem um lindo selinho para você em meu blog, fofa. Não esqueça de passar lá para buscá-lo. Espero que gostes. Com mais calma venho ler este texto, cujo título chamou imenso a minha atenção (:

Beijinhos **

George Nunes Bueno disse...

Muito bom e muito profundo!
Escreve e usa muito bem as palavras...
Parabéns!

Beijos e boa semana!

http://leia-atentamente.blogspot.com/

Dani Ferreira disse...

Cah, mais uma vez eu vou te dizer que eu sempre me encanto com a sua forma de escrever.
Gostei de como você descreveu cada sentimento da personagem, quase pude me sentir nela. E eu adoro isso em um texto :B

E parabéns pelo um ano de blog. É tão bom né? riri. Muito sucesso Cah (:

Bgs ;*

Sinho Livre disse...

...e que suspiro...lindo texto ..lindo mesmo..acho que vc se sentiria confortavelmente a vontade participando de um sarau poético no sinais sutis..quer participar?preciso e procuro por gente como vc...exijo sua presença no I Sarau de poesias wiki

Ganhe "Os miseravéis" de Victor Hugo


Venha participar você também.do primeiro sarau de poesias 'wiki'(lembrando que os participantes não poderão "wikar"seus artigos,apenas postar num comentário o link do seu poema).
É muito simples,basta postar O LINK DO SEU POEMA NO BLOG e torcer para que ele seja o mais comentado do mês.O poema mais comentado ganhará como prêmio simbólico;
- um rarissímo item de colecionador literário,a fantástica obra "Os miseravéis"(Detalhes gerals sobre a obra no próximo post) do imortal Victor Hugo.A mais bem sucedida versão para a língua brasileira de todos os tempos.
Participe você também.Ao deixar o link no blog,eu (sinho livre) visitarei seu blog...deixarei um comentário,adcionarei meu perfil como seu seguidor e postarei seu poema no SINAIS SUTIS (http://desenhospoeisiascomportamento.blogspot.com/).
Vale lembrar ,que os créditos autorais do post(poema)à serem exibidos no SINAIS SUTIS serão do autor de origem, ou seja...VOCÊ.(o link do post original e o nome do autor serão exibidos logo abaixo do poema).
O INTUITO DESTE SARAU é meramente cultural ,intereativo e literário.Visa a valorização dos blogs como importantes ferramentas de propagação de novos talentos.Quero deixar bem claro NÃO HÁ INTERESSE COMERCIAL NEM FINANCEIRO.
O sarau terá início na próxima semana dia 04(segunda-feira) de outubro(2010).Para concorrerem ao prémio citado acima,também se fará necessário que sigam o blog SINAIS SUTIS para acompanharem o decorrer do processo geral do sarau.
Mais informações sobre como deverão ser os processos de seleção do poema vencedor aqui no blog no próximo post.
PARTICIPE ,VENHA MOSTRAR DO QUE VOCÊ É CAPAZ.
organizador do evento:
Sinho livre

Obs.:
Deixem o link do poema com qual gostariam de participar no blog em forma de comentário.obrigado.


caso não esteja interessada,ajude-me apenas à divulgar o tal evento.ficaria muito agradecido se vc promover em seu blog...se ..se...preciosamente..ceder um espaço no seu blog. ficaria muito grato.agradeço desde já.abraços e sucesso(mais).
sinceramente...ficaria muito grato.abraços.

Pedro Menuchelli disse...

Bem Carol, acho que toda vez que venho aqui, não tenho muito o que falar, pois você fala tudo em seus textos. Adoro a forma com a qual você expressa seus sentimentos e peço-lhe perdão por não estar muito presente quanto gostaria. Muito obrigado pelo crescimento proporcionado aqui. Um grande beijo, boa semana,

Pedro

• cynthia bs disse...

Leva o selo oficial de meu blog, flor.

Beijos e ótima semana!

Com amor,
Cynthia *

Ill Circus disse...

Acho que eu já disse, mas vou repetir: é um saco! Me sinto vazia depois de ler um dos seus textos. Vazia porque não sei o que comentar já que você disse tudo e mais um pouco nesses posts sempre lindos e lotados de genialidade. Me perdoa? Eu fico realmente estática com o que você escreve. Ao mesmo tempo me sinto leve como uma pena. Obrigadíssima por dividir com a gente essas palavras magníficas :)

PS: O meu post anterior causou polêmica, gente! hahaha no próximo post vou explicá-lo um pouco porque nem todo mundo entendeu (e outros se preocuparam mais com o que a foto tinha a ver com o texto, blergh!)

JhonSiller disse...

Oi querida. Eu estava com saudades daqui tambem. Andei meio sumido ne?
Pois estou de volta.
Bem eu postei o trailer do filme. e recomendo que compre lenços de papel quando vc for assistir. se quiser te dou o link para download.
Grande beijo

JhonSiller disse...

aqui esta

http://www.megaupload.com/?d=L3MULO3L

bom filme

André Masoch disse...

Maravilhosa como sempre.
Continue boa como esta.

Jaynne Santos disse...

Carol minha querida, como sempre seus textos me puxam para eles e permanecem mesmo depois que a última linha se esgota. Esse não foi diferente, quanto mais eu me deliciava nessas linhas tão bem escritas, mais o texto ia penetrando em mim, me pertecendo com a intensidade e emoção transpassadas em cada palavra de dor, de júbilo, de emoção. Ás vezes um único texto seu me faz senti todas essas sensações juntas, outras vezes elas se misturam e formam uma única emoção: Que é o prazer de ler cada "estória" sua. Cada determinado momento aqui expresso, compartilhado. Cada personagem criado, que docemente me conta suas aflições ou alegrias, ou até mesmo as duas coisas juntas.

Fico muito feliz com as palavras que você direciona a meus textos, embora eu saiba que eles ainda não podem nem serem comparados aos seus. Que são tão perfeitamente modelados.

Forte abraço;

Yohana SanFer disse...

Caroline, menina talento, cada texto seu me impressiona ainda mais! Teu estilo de escrita é encantador e raro! E não pense que estas são palavras minhas pra agradecer à altura os elogios que me fez, são de toda opinião e coração! Mais um belo texto e de desfecho sábio!
Sou grata pelo teu carinho aos meus escritos tb, fico feliz por agradar assim! obs.: observei o seu "NA VERDADE" e vi que somos "vizinhas" não é?! Tb sou do Rio, "na verdade", Niterói!rs...e você só tem 16 anos? nossa, te admiro ainda mais! :)
Bjs, tb não saio mais daqui!

Arianne Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Arianne Carla disse...

Sabe, primeiramente, as palavras me faltam. Por que sinto-me envergonhada em lê-los e apenas proferir o tamanho da beleza de suas palavras. Ah, sempre tão intensas e ricas que nos embriagueia e nos deixa em estado de êxtase. Fico tão feliz em ler seus escritos novamente, por que, aqui é preciso ler e sentir. Não apenas ler, temos que sentir. E deixar os personagens viverem dentro de nós. Sempre e sempre. Carol, querida, estou de volta, apesar se é que um dia estive fora, pois meu coração sempre esteve por aqui. Lerei suas postagens perdidas e me deixarei levar por sua essência.

Tania T. disse...

O dia que eu não gostar de um texto seu pode saber que eu não estou bem...rsrsrs'

Gosto demais do que você escreve!! Talento em cada palavra!! xD


Um anooo de existência!! Que pena que conheço o seu cantinho a tão pouco tempo.. =/ Mas pelo menos agora conheço ne? E não desgrudo mais...


Amo ler- te!!

BJãoo

. pamela moreno santiago disse...

Tem selos para ti. Pegue os que não tiver.
Beijos

http://cerezaambulante.blogspot.com/2011/02/selos-do-mes-de-fevereiro.html

Iasmin Morais disse...

Beleza e Profundidade juntas seguem o caminho da perfeição. Parabéns!

Renata's Cake Fake Designer disse...

Faaaalaaaa minha amigaa carooolll!!! Aki é o Maurício, aquele branquelo looouco por Jesus rsrs!!! Td bem? To te seguindo através do blog da minha tia: o Renata's Cake Designer! Eu que criei pra ela divulgar o trabalho dela... depois dá uma olhada!!! Se puder divulga pra mim! Abraçãaaaooo A Paz do Senhor fuui ;D

Erika Santos ♥ disse...

querida gostei imensamente de seu blog, estou seguindo..
passa no meu tbm -tenho as fórmulas do coração-

um bjãOOOOO

C. disse...

Há que seja necessário voltar a caminhar, mesmo que seja em estrada de barro e comendo poeira, e ao invés de construir castelos de fantasias, tentar outras construcoes...

Espero seu computador nao dê pane nunquinha, assim nunca ficaremos sem essas delícias de texto ;)

Bom restinho de semana florzinha, bj
Cristina

Maiara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maiara disse...

Querida Carol, quando o tempo lhe sobrar dá uma olhada nos selos que deixei para você. Eu sei que sou uma "indicadora de selos compulsiva", mas são todos merecedores, tenha certeza disso. ^^

http://maiaraentrelinhas.blogspot.com/p/selos-e-afins.html

Beijo grande.

C. disse...

Tua atenção é que é imensurável!

Ah, e também adoro Carla Bruni ;)

Gabriele Santos disse...

eu fico aqui pensando - Será que precisa dizer mais alguma coisa?
Tantos comentários e eu faço destas as minhas palavras. - Você está de parabéns.
é o que posso dizer-te neste momento após me deleitar em sua escrita.

• cynthia bs disse...

Bom, o conto está lindo, Carol. Devo dizer que cada palavra pulsou como a batida de um coração; umas leves e suaves, outras mais fortes e apressadas. Mas todas foram muito bem encaixadas no tom belíssimo desta melodia que foi iniciada com um simples cantarolar e teve um fim exuberante. A fotografia diz muito sobre o texto. Relembra dor, sofrimento, piedade!
Enfim, o texto está muito existencialista, naturalista e realista! As metáforas e comparações, como "as palavras" e "a fênix" foram muito bem empregadas. E, olha, se acaso estiveres perguntando-se sobre que nota daria à este texto? Minha resposta seria 10,00.

Beijos, Carol. Estou sentindo sua frequente presença na bloguesfera!

Com amor,
Cynthia ;*

• cynthia bs disse...

Selinho para você no meu jardim! Beijo imenso e tenhas ótimo carnaval :)

Minne disse...

Carol, posso dizer que você tem uma enorme e infitina afinidade com as palavras. Acho que todos que entram aqui sentem isso e ficamos meramente pasmos ao ler suas palavras unidas. Uma complementa a outra de forma encantadora e cativante, tecendo sentido e provocando sentimentos aos olhos de quem as lê. Você faz brotar sutileza e isso é um tanto quanto mágico. Por vezes me identifiquei com a personagem e você tem o dom de fazer isso, um sentimento geral e comum de identificação ou no mais, compreenção. Belas palavras, como sempre. Grande abraço.

JhonSiller disse...

essa foto é maravilhosa!

Isabelle. disse...

Ai, ai, ai, viu...
Quando é que você vai escrever algo que eu não goste?!
Hahaha...
Sempre que leio seus textos, os termino com um suspiro. São todos maravilhosos, você sabe! :)

• cynthia bs disse...

Carol linda, tenho um selinho para você em meu blog. Espero que gostes. Beijos e tenhas uma linda semana :)

COm amor,
Cynthia ;*

Ramos disse...

Cada palavra aqui, é como se fosse um soco na mente. Uma porrada no baço. Onde você fica sem ar, sem reação... Por que todas as sensações e Estórias presentes em cada estrofe do teu texto, agente sente, na pele, como se fosse agente passando pela rua que vc descreve, sentindo o vente que vc fala que bate e apagando a luz que vc diz.
É realmente incrivel sentir tamanhas sensações visitando um único blog xD


bjaume e parabéns!
www.suportedamente.blogspot.com

Alexandre Fernandes disse...

Os sentimentos são explosivos quando tem que ser. Tudo pela potencia em que eles existem em nós. Fica a uma faísca de explodir em nós.

Sensações guardadas que podem ser pólvoras diante das dores incuráveis.

Sentimento é dinamite pura. E pode aleijar o coração de alguém.

Que texto profundo!
Mas lindo!

Beijos!

Jessica *.* disse...

Uau! Não há um texto seu que não possa me encantar,admiro a forma como você expressa firmemente seus sentimentos escondidos entre as palavras e cativa com seus textos.
Como sempre,belíssimo está seu texto!
Grandes beijos e bom feriadão!

Ps: Você poderia me contar como colocou essa proteção no seu blog?
Eu gostaria de colocar no meu tbm.

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos periodos mais marcantes da adolescência. Mais o que o adolescente pensa disso?

Visita meu blog?

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

Se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz mesmo. Desde já obrigada , beijos e uma ótima semana.

Arianne Carla disse...

Cadê você, moça?
Beijos, Arih.

Amanda Carvalho disse...

Oi Carol, parabéns pelo blog e pelo texto, vc escreve maravilhosamente bem, seus textos são tocantes e me fazem refletir bastante.
Beijos se cuide :*

Maiara disse...

Querida Carol, ainda ontem eu estive por aqui, a saudade que senti por suas palavras foi quem me trouxe.
Imaginei que estaria viajando, por isso tentei me aquietar, e vim aqui atender aos pedidos da saudade exigente, revendo palavras antigas.
Fico contente em saber que meus textos lhe fizeram falta. Porque os seus me fizeram demasiadamente.
E aqui permaneço na espera por seus lindos textos, que tanto admiro.

Espero que tenha tido uma boa viajem.

Beijo grande.

Jaynne Santos disse...

Carol, aguardo anciosa e desesperada por seus contos. Esses que fazem uma falta enorme.
Passei aqui, dessa vez deixando um comentário, para dizer-te que tem alguns selinhos para você no meu blog.
Espero que quando tiver um tempinho, passe lá para pegá-los.
Uma saudade permanece em mim, até o seu próximo conto ser postado, para meus olhos se alegrarem.

Grande beijo.

Aqui estão os selos:
http://jaynnesantos.blogspot.com/p/selos.html

Felipe Faverani disse...

Oi, Cá, tudo bem? Saudades! *-*
Enfim consegui um tempo livre pra passar nos blogs. Voltarei aos poucos com o meu também.
Beijo.

Kamilla de Muinck disse...

Adorei seu blog. Tô seguindo, beijoos ;*

Iasmin Cruz disse...

eu amei a imagem, expressa oque quero fazer :/

lindo blog
estou lhe seguindo
http://iasmincruz.blogspot.com/