sexta-feira, fevereiro 04, 2011

Sorrir não é pecar.


  A cor escura do lápis de olho demarcava vigorosamente o mistério transbordante do seu olhar. Os longos cílios que se encontravam e despediam-se a cada pestanejar seu, denunciavam-me a sua ansiedade ao pôr o primeiro pé no palco medíocre de madeira gasta – colorida de um marrom-avermelhado, castigado pelo tempo. Os seus segredos tão bem enterrados, e cintilantes nos seus olhos, aparentavam ansiar serem expostos e almejar saciar a minha voraz sede de desvendá-los; E desvendá-la, despertá-la, despenteá-la, despi-la...

 Embora negro feito a noite solitária, sem luar ou estrelas, eu consegui invadir-lhe o olhar sem que você o soubesse, e sem perder-me no pretume profundo que este ostentara. Porém, algo quebrara em mil partes a minha sólida concentração em admirar-te, pisoteando-a sem culpa; E fora o movimento suave dos seus lábios, vermelhos como o sangue e de vivacidade semelhante. Mas, enganei-me quanto a sua próxima expressão facial. Um belo e espaçoso sorriso não fulgurava o seu semblante, e nenhum beijo fora lançado em minha direção – como eu vislumbrara minuto atrás, ao vê-la surgir cingida por olhares cobiçosos.

 O intenso e inesperado contralto, que saltou de boca tão delicada, surpreendeu-me e ignorou o soprano que eu e os espectadores atentos – visitantes assíduos desse bar noturno – tanto aguardáramos. A sua voz não possuía a doçura do mel, porém, era tão peculiar e agradável quanto uma brisa fresca no verão, e de poder hipnótico imensurável.

 Desde a primeira noite em que eu pude contemplá-la, tornei-me frequentador tão assíduo quanto os outros. Eu passei a vir semanalmente a este bar antigo cujo único sol era você. No entanto, após incansáveis noites aqui, nunca pude agrupar em minhas lembranças a imagem de um sorriso seu. A sua beleza acentuou-se a cada dia, mas a sua felicidade não – beleza triste, a sua. Tu és dona de uma melancolia sedutora, a qual deixa escapar que quem você deseja encantar não a visita mais.

 O tempo correra e três semanas esvaíram-se desde a primeira vez que a fitei. Eu possuo alguns desenhos do seu rosto que eu mesmo fizera a caneta, durante as minhas visitas despercebidas, em guardanapos quaisquer. Você aflorou em mim a obsoleta vontade de desenhar. Porém, em minhas gravuras desajeitadas, feitas a mão, você sempre esboça um belo sorriso. Eu adoraria alertá-la que sorrir não é pecar, e que a sua face tornar-se-ia ainda mais esplêndida, caso você me permitisse pendurar e prolongar um riso alegre em seu semblante.

  No entanto, os boatos relatam que outro homem furtara a felicidade da minha recém-amada  ao abandoná-la sem dó neste mesmo palco, o qual a tem acolhido. E que ela, regida pela esperança, aguarda ansiosa a volta do seu sorriso e que, enquanto este não ocupa o seu devido lugar, ela passa o tempo cantando no bar, na espera desolada do que nunca chega. Porém, agora, o cruel ladrão da felicidade atravessa a porta impávido, ajoelha-se diante da minha recém-amada e a pede perdão por toda dor causada. E ela, interrompendo a canção, esboça um largo sorriso no mesmo instante, aquiescendo quanto as desculpas; Abraçando-o com imenso amor e complacência.

  Eu, desiludido, rabisco minha caligrafia elegante no primeiro guardanapo que vejo e peço para o garçom entregá-la, sem mencionar o remetente, enquanto dou-lhe as costas. Ela recebeu o bilhete e o leu em silêncio, entre abraços e beijos do homem que outrora a abandonara. As minhas letras dançaram as breves palavras: “Queria que você soubesse que adoro o jeito que você sorri. Sorriso da alma, embora raramente você o faça”. Mas, naquele momento, a felicidade dela era tamanha que o escrito nada seria além de um importuno. E, assim, eu parti silencioso como chegara. Doeu-me vê-la pela última vez, porém, era melhor assim. Ao menos, eu possuía a mais radiante lembrança: A do seu rosto iluminado, feito a estrela que ela fora em minhas noites.

Pauta para o projeto Bloínques, 54ª edição musical.


28 comentários:

Gabriele Santos disse...

guria guria. Você merece ganhar. (desculpe-me os oponentes)
Eu amei este seu texto. Toda a delicadeza da narrativa, os sentimentos. Tudo.
Amei.
Parabéns;

Maiara disse...

Eu estou neste momento dentro do bar. Observando discretamente o homem que rabisca no guardanapo e depois sai mergulhado em sua decepção, tiro os olhos dele e levo à moça que abraça um outro alguém. Estou assistindo a tudo, desfrutando cada momento.
E ainda bem que tenho a quem agradecer por isso, é a Carol. Que escreve dessa maneira tão incrível, e nos faz viajar instantaneamente para dentro de suas palavras.
Quando venho aqui e leio essas linhas, sinto que consigo sentir cada respiração das suas personagens. É fantástico. E eu não acho adjetivo melhor para descrever esse efeito.
Estou apaixonada por esse texto. Ele é realmente digno de todos os elogios possíveis.
Como todas as outras vezes que eu vim aqui, saio sorrindo, e encantada a cada vez mais por sua escrita.

Beijo grande.

Laryssa disse...

Carol, você arrasou! Esse texto está espetacular, isso ainda não expressa o que quero dizer. Realmente esta maravilhoso. Eu consegui senti o amor e a decepção do homem.
Com plena convicção consigo dizer que esse é o seu melhor texto(todos são maravilhoso) e um dos melhores que já li. Meus parabéns. Ficou maravilhoso!

Grande beijo.

Jessica *.* disse...

Nossa! Estou surpresa com forma que você descreveu o texto,tão delicadamente que tocou fundo ao coração.Você possui talento!Minhas congratulações a você! Rs.
Boa sorte com o projeto.
E se não for pedir muito,por gentileza poderia passar ao meu blog?
Agradeço desde já.

http://lamoursda.blogspot.com/


Beijos e fique com Deus!

Italo Stauffenberg disse...

perfeito!

super sorte pra ti no BLQ.

vc meree ganhar em todos os textos!

é incrível essa habilidade em descrever os fatos!

parabéns!

Danii disse...

Mais um perfeito né Carol rs. O clima da história é muito gostoso, essa atração que ele sentiu logo de cara pela moça pareceu tão forte. E a maneira como ele reparou nela sabe? Dizendo como ela é linda sorrindo ... incrível mesmo. Adorei mesmo mesmo. Me apaixonei pelos personagens :B
Bgs :*

Stella Valim disse...

Seus textos são lindos minha flor, meus parabéns e que vocxê tenha sucesso.
http://garotasnasruas.blogspot.com/

Clara disse...

Esse é o amor mais puro, que se sente feliz ao ver o ser amadao feliz, mesmo sem possuí-lo.

Muito lindo, amiga! Como todos os textos que você faz, de cair o queixo. Um romance lindo, delicado e me lembrou alguma história que eu tenha lido, não lembro bem qual...

Um abraço e me desculpe a ausência! ^^

@juusep disse...

Você escreve tão maravilhosamente, bem!

Gabriela Lauriano disse...

Seeeeeeeeeeeeeeempre que eu venho aqui eu me pergunto se isso existe.
Seus textos são tão perfeitos que eu não acredito no que os meus olhos estão lendo.
Parabéns flor,muito muito muito sucesso pra você.

http://truthsofaheart.blogspot.com/

Alexandre Fernandes disse...

Nossa, Carol, que texto magnífico. É um delinear tão doce. Tem um roteiro poético impregnado com um romantismo acentuado, terno e encantador.

São palavras de amor, resididas o afeto mais singelo, no refúgio mais belo do coração.

É uma canção entoada no ritmo de um amor visualizado, encarnado da alma. Como sustento dela.

Perfeitamente lindo!!!

Beijos

ps; Carol, voltei hoje a postar no blog. Depois de um descanso merecido, estava na hora de voltar a escrever. Passa lá quando puder para tomar um cafézinho comigo.

Maiara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maiara disse...

Carol querida, deixei uns selos para você em meu blog. Apesar de saber que todos eles ainda são poucos perante tamanha grandeza que são os seus textos. :)

link: http://maiaraentrelinhas.blogspot.com/2011/02/selos.html

Beijo grande.

Roberta Galdino disse...

oi, eu estive lendo seus textos e devo confessar que me identifiquei muito
adorei
te sigo
me visita e segue?
http://rgqueen.blogspot.com/
bjos, é maravilhoso como escreve.

Iasmin Morais disse...

Que texto lindo *.*
Bem intenso o jeito que você escreve! Parabéns! Estou te seguindo :)
Beijos!

. pamela moreno santiago disse...

Tem o selo oficial aqui pra você : http://cerezaambulante.blogspot.com/p/selos.html
Só seguir as 2 pequenas regras. Obrigada *--*

Jessica *.* disse...

Posso indicar teu blog?! *--* E só passar no meu blog para pegar o selo.

http://lamoursda.blogspot.com/2011/02/selinho.html

E duas regrinhas;

1ª Indique 10 blogs que você gosta.
2ª Dizer quatro maneiras atos de amor que são importantes para você.

Jessica *.* disse...

Ora! Magina linda!
Eu adoro ler,e aprecio talentos novos.E posso dizer com certeza,que você tem talento!
Fico realmente feliz que você tenha gostado! E claro,muitissimo obrigada pelos elogios!

Grandes Beijos!

@samylesousa disse...

Muuito lindo o texto.. amei o estilo do blog.. Muuito fofo!!!

Estou seguindo..

Dá uma olhadinha?

http://agarotaperfeitatemdefeitos.blogspot.com/

Bjoo's

Maíra K. disse...

Isso é o que eu chamo de PAIXÃO. O texto ficou lindo e você merece, realmente, ganhar! Estou torcendo por você!

Beijos, boa semana!
;*'s

Circus disse...

Acho que você tem uma nova fã de seus textos. É chato isso porque você escreve tão bem que eu nem sei o que comentar. Você, tipo, já diz tudo haha

Sua linda, obrigada pelo comentário de apoio. É MUITO desconfortável passar por situações dessa, mas a gente tem que enfrentar da melhor forma possível. A menina deixou ainda algumas coisas BEM parecidas com as minhas, mas não quero ficar enchendo o saco da coitada.

Eu só cancelei as inscrições da cápsula por conta do plágio, sabe, porque deixando todos os recursos de cópia ativados só me prejudica. Mas, se você quiser participar, será bem vinda. Na verdade o intuito do projeto é fechar a cápsula assim que você terminá-la, sem edição alguma durante o ano, pra em 2012 você rever o que se passava (somente) no começo de 2011. Entendeu? =)
Não se sinta acanhada de perguntar, tirar duvidas :*

Circus disse...

Comentário enoooooooorme!1 Desculpa haha

Ariana disse...

Narrativa muito bem escrita e linda flor, tu mereces ganhar, com certeza!
Nem sei ao certo o que comentar porque fiquei sem palavras com tamanho talento!

Beijos

Manuela disse...

Seu blo e perfeitoo.Tipo voce,diz tudo. com texto tao bem elaborados. ganhou mais uma seguidora

Arianne Carla disse...

Carol, fiquei arrepiada com este texto. Está entre um dos melhores que eu já li aqui no seu blog. Você ousou, você captou em palavras a sensibilidade de obter nossa atenção com essa delícia de amor. Você cada dia mais me surpreende, minha fascina! Amo seu cantinho, amo ele demais.
Merecia primeiro lugar.

Yohana SanFer disse...

Menina, que escrita linda, poética e encantadora vc tem! Parabéns pelo belo texto, pela premiação e por tão lindo blog! adorei descobrí-lo! :)

Arianne Carla disse...

E tenho selo pra você:
http://selosdoepifaniaa.blogspot.com/2011/02/presente-da-maiara.html

André Masoch disse...

Belicimo, uma das coisas mais belas que meu olhos focaram.
Seu talento cresce mais a cada dia e tens escrito melhor a cada texto teu que leio.
Sinto-me com inveja de tao delo e profundo texto.
O sentimento é verdadeiro e muito bem colocado, uma historia tocante e esplendida.
Mesmo que minha opinião não seja tão importante, posso concordar que esté é seu melhor texto, até o momento, sinto que coisas mais lindas vão vir.